4 tendências para o futuro do planeta | Blog | Portal Banricoop
Ir para o conteúdo principal

Blog


4 tendências para o futuro do planeta

4 tendências para o futuro do planeta

O meio ambiente está no centro das notícias diárias, a maioria sobre os impactos negativos da ação do ser humano na natureza. Mas há diversas ações sendo encaminhadas para evitar o desequilíbrio do planeta e algumas delas vêm das novas tecnologias.

A ONG Nature Conservancy consultou ambientalistas para listar as 12 ações que trazem esperança ao futuro do planeta. Confira abaixo algumas das principais tendências para 2018 que podem tornar o mundo mais sustentável.

Big Data

A indústria de tecnologia está voltada para um novo setor: a conservação. Uma das áreas de trabalho mais significativas é a captura e análise de dados. Drones, bioacústica e mapeamento genético permitem que cientistas de campo coletem mais informações do que nunca. Enquanto isso, a proliferação de smartphones e novas aplicações móveis possibilita que esses dados sejam acessados ​​e aplicados em novas configurações. Em barcos de pesca de águas abertas, por exemplo, há um melhor monitoramento dos estoques globais de peixes e ajudando a reduzir as capturas acessórias. A Inteligência Artificial também está tendo efeitos radicais nos esforços de sustentabilidade, como a agricultura

Natureza e saúde pública

Uma mudança nas práticas de saúde pública e natureza está em andamento nos centros urbanos. Por exemplo, em cidades como Joanesburgo, na África do Sul, e Seul, na Coreia do Sul, foram determinadas metas para a plantação de árvores e a preservação de espaços verdes para combater a poluição do ar, associada a milhões de mortes por ano. Já nos Estados Unidos, seguradoras e planos de saúde têm investido em espaços verdes urbanos como forma de cuidado preventivo.

Mais atores contra as mudanças climáticas

Novos líderes estão emergindo para enfrentar as mudanças climáticas. Seis países da União Europeia, incluindo a Grécia e a Hungria, atingiram suas metas contra o aquecimento global antes do esperado. A China, considerada a maior poluidora do mundo, quer criar o maior mercado de carbono global. Além disso, cerca de 50 países têm ambições de usar energia 100% limpa até 2050, como a Alemanha.

Energia limpa

Previsões globais estimam que 80% dos novos investimentos em geração de energia irão para as fontes renováveis. Mas especialistas alertam que as instalações precisam ser feitas com cuidado, sem prejudicar o habitat. Caso contrário, os benefícios ambientais da energia de baixo carbono podem acabar prejudicando o ecossistema. Nações como a Colômbia e Mianmar já estão adaptando as abordagens da energia hidrelétrica para manter a conectividade dos rios. E muitas regiões dos Estados Unidos alteraram as práticas de instalação dos equipamentos de energia eólica e solar para evitar a interrupção de habitats vitais.

Alternativas para você

Ajudar na preservação do meio ambiente está ao alcance de todos. A Banricoop, por exemplo, disponibiliza aos cooperados o convênio com a empresa Studio Effi, que oferece soluções em eficiência energética, desenvolvendo projetos e serviços para geração de energia solar, eólica e iluminação LED em locais residenciais, industriais e comerciais. Para  implantar este sistema, conte com o financiamento CrediEnergia Sustentável.

Fontes:
Global Nature
Catraca Livre

Comentários