Ir para o conteúdo principal

Blog


Dicas para evitar o envelhecimento causado por sedentarismo

Dicas para evitar o envelhecimento causado por sedentarismo

Uma pesquisa recente da Universidade da Califórnia em San Diego constatou que o sedentarismo pode acelerar o processo de envelhecimento do corpo (e não só no quesito estético, mas também de funcionamento) em até oito anos. Isso foi medido em um estudo realizado com mulheres, em que as voluntárias que não realizavam ao menos 40 minutos de exercícios diários ou passavam mais de 10 horas na mesma posição tinham a idade celular até 8 anos superior às que faziam exercícios.

Sabemos que nem todas as pessoas dispõem de tempo ou condições financeiras para praticar esportes com a supervisão de um profissional em uma academia ou clube esportivo de algum tipo. Pensando nisso, elencamos alguns jeitos simples de não ficar sedentário no dia a dia:

  1. Tenha uma garrafa pequena ou um copo de água em sua mesa de trabalho. Assim, você se obriga a levantar para servir mais água, em vez de ficar sentado a tarde inteira.

  2. Suba escadas sempre que possível, principalmente para chegar ao trabalho ou casa, pois assim estabelece um esforço diário. Caso não consiga encarar muitos lances de escada logo de primeira, suba apenas uma parte e depois pegue o elevador. O mesmo vale para escadas rolantes de shoppings e outros ambientes – não precisa subir correndo, mas suba.

  3. Onde puder, vá andando. Seja ao estacionar um pouco mais longe do trabalho ou na hora de andar algumas quadras na hora de almoçar, evite ficar dependente do carro para todo e qualquer trajeto, por menor que seja.

  4. Não fique parado por muitas horas na mesma posição. Levante-se, caminhe alguns passos, faça um breve alongamento, acomode-se em outro lugar, mas evite ficar o dia inteiro estático.

  5. Serviços domésticos são muito bem-vindos na hora de exercitar o corpo, além de ser uma manutenção necessária na casa. Fazer pequenas atividades diárias e reservar um dia para uma faxina grande é bom para você e para seu lar.

Fontes:
Abril Saúde
UOL

Comentários