Ir para o conteúdo principal

Blog


Como ajudar seu filho na hora de estudar

Como ajudar seu filho na hora de estudar

Trata-se de uma tarefa complicada: no início da vida escolar os pais tentam suprir todas as dificuldades que a criança pode encontrar, já que ela ainda está se familiarizando com o processo da educação formal. Quando a idade do filho avança, os pais muitas vezes já não têm tanto domínio sobre o assunto estudado, e quando se trata de ensino médio e vestibular, todos pisam em ovos na corda bamba entre incentivo e pressão.

O que diz a neurociência

Para os neurocientistas o cérebro vai se moldando de acordo com as experiências de aprendizagem vividas ao longo da vida, e o tempo dedicado a um determinado assunto é o principal elemento que determina se as informações serão armazenadas pela memória de curta duração (denominada memória de trabalho) ou pela memória de longa duração (responsável pelas nossas lembranças permanentes). Daí a importância do hábito de estudo constante e independente.

Onde entra a ajuda

Qual é, afinal, o papel da mãe, do pai, ou dos guardiões do estudante? A resposta curta é: de incentivo, principalmente no início da vida escolar. Não dar respostas prontas para tudo e incentivar o estudante a ser participativo e curioso é essencial.

Os pais podem: acompanhar o cumprimento do plano de estudos; incentivar a esclarecer as dúvidas com o professor; analisar os eventuais erros cometidos nas provas; e não sobrecarregar a agenda com atividades extras.

Portanto, do ponto de vista educativo, recomenda-se aos pais o incentivo à autonomia do filho, não só nos estudos, mas também na busca de soluções para os problemas do dia a dia, valorizando os pequenos progressos como forma de demonstrar a confiança no potencial de superação das dificuldades.

Mas caso você precise de uma ajudinha extra para viabilizar os estudos do seu filho, a Banricoop tem o CrediEnsino que você pode conhecer aqui.

Fontes:
Estadão
Folha de São Paulo

Comentários