As habilidades que fazem diferença no mercado de trabalho hoje | Blog | Portal Banricoop
Ir para o conteúdo principal

Blog


As habilidades que fazem diferença no mercado de trabalho hoje

As habilidades que fazem diferença no mercado de trabalho hoje

Não é novidade que, para muitas empresas contratantes, características pessoais do candidato têm pesado mais do que sua formação acadêmica e até experiências profissionais prévias. Mas o que buscam, especificamente, esses empregadores? Aqui vão algumas habilidades cada vez mais valorizadas:

Aprender a aprender:  Atualmente, é esperado que as pessoas possam contribuir construtivamente com tudo, desde como assegurar a qualidade dos produtos até a melhorar os processos organizacionais. Assim, é desejado que saibam analisar situações, questionar premissas, pensar criativamente para gerar opções. Aprender é questão de sobrevivência profissional.

Comunicação e colaboração:  Diferentemente do passado, quando saber desempenhar individualmente suas tarefas era suficiente, hoje é demandada uma atuação em equipe. E a base para ter um bom resultado em equipe é desenvolver habilidades interpessoais.

Raciocínio criativo e solução de problemas: Ainda encontramos empresas em que somente a diretoria centraliza o pensar e o planejar (todos aguardam por suas soluções), mas o futuro pertence às empresas mais ágeis e inovadoras, e a centralização das soluções é uma das maiores barreiras a ser vencida. Os profissionais desejados serão cada vez mais aqueles que conseguem descobrir, por si próprios, como melhorar e agilizar o trabalho.

Conhecimento tecnológico: As redes profissionais serão cada vez mais utilizadas para disseminar melhores práticas, esclarecer dúvidas ou mesmo discutir temas. Se hoje o computador já é uma importante ferramenta de trabalho, esta característica vai se acentuar.

Conhecimento global dos negócios: Cada vez será mais necessário aprender habilidades técnicas e comerciais que levem em conta o ambiente competitivo global. Desenvolver a habilidade de ver o todo, de se perceber em um sistema mutável e volátil torna-se indispensável.

Liderança: Mesmo com a redução dos níveis hierárquicos, ou seja, com a redução do número de gerentes e supervisores, as empresas sempre poderão contar com seus líderes. Líder é aquela pessoa que consegue mobilizar as demais em busca de melhores resultados.

Autogerenciamento da carreira: No passado, a empresa assumia a responsabilidade pelo funcionário, mas hoje essa competência é vista como fundamental para alavancar uma postura mais participativa e atuante dentro do cenário empresarial.

Portanto, há muito o que se observar para que nos adequemos ao modelo de profissional do futuro – principalmente para quem deseja uma carreira longa e sólida, independentemente da área em que atua.

Fonte:
SEBRAE

Comentários